Traçando planos individuais - bem vindo ao clube!


Eu traço planos individuais. Nunca encontrei o angulo certo para compartilhar dos mesmos sonhos com alguém. O avalanche de tristeza e inconformismo invade minha mente e faz com que tudo o que sempre quis, desapareça em frações derivadas de lágrimas. Eu não tenho a sorte de duplicar minhas vontades sem o prazer de travar uma batalha. É uma conquista de méritos que ficam à mercê dos meus passos: eu sou a única que os movimenta. Meu coração corre em disparado ao saber que não tenho par que goste dos meus planos. O artista forja o ensaio para não realizar teu desejo, enquanto eu forjo cordialidade para enganar minha vontade. Vivo no cinismo de planejar a festa onde serei a única convidada. É como se o roteiro do meu drama-tragédia romântica, pra não dizer comedia - porque de cômico, me desculpa, já basta o outro lado da vida - fosse escrita só com personagem principal, sem secundários, dançarinas com tutu ao fundo ou pássaros voando no céu. Tudo é uma questão de ser sozinha até pra traçar meus planos. Eu realizo cada um deles, no tempo que consigo. Às vezes, demora demais. Outras, eu nem acredito. Ah, eu nem acredito que poderia ter tanta coisa que eu almejo. Mas, agora, nesse último dia do mês, só almejo traças planos conjuntos. Viagens inesquecíveis que duram apenas um dia. Beijos que ecoam por entre os dias onde a solidão insiste em gritar. Sonhos à dois que poderiam muito bem ser realizados comigo.

Voa tempo! 

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top