tantas outras, coisas.

Novas palavras, outras cidades
e eu já não sou igual do que conhecera.
Outras manhãs, novas certezas
e eu já não quero entender.
Tantas pessoas, nada igual
e eu te olho e vejo que nada é o que parece.

Eu cansei de procurar respostas
para as dores, pelos risos em comum.
Eu tentei encontrar soluções
para a saudade, para a despedida.
Dias que passaram e consegui provar
que eu sou maior do que uma lágrima.

Pensei em mim,
e nas coisas que falava.
Pensei em você,
e na falta das palavras.
Eu não deveria querer voltar atrás.
Não.
Eu não vou voltar atrás.

O instante momentaneo de saudade
fez-me aprender a dizer tchau.
A dor que sufocava-me o peito
deu-me vontade de jogar tudo pra trás.

Isto é apenas
o começo.
Deu-me, felizmente, a sensação de alívio.
Agora eu posso voltar a ser feliz.
Adeus;

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top