Agosto começa como eu sempre espero dos outros meses: feliz. Ano passado, nesse mesmo dia, acordava com a sensação mais linda que alguém podia me dar. Cai por terra, apenas uma boa lembrança. Acordei hoje como se nada mais me importasse. Dançaria todos os blues e cervejas, em um único e certeiro passo, sem medo de errar ou pisar em falso. Aprendi tanto com agosto. Errei muito. Acertei mais (ou melhor) ainda. Conheci, caminhei, continuei. Girei valsas e bailei tangos. Acreditei. Sonhei, acordei e escutei. Amei alguém. Hoje, eu preciso fazer diferente. Eu quero que essa alegria dure. Que essa minha vontade de continuar, de acreditar e fazer acontecer dure o tempo que for. Eu realmente preciso deixar que valha a pena. Preciso que dure. Que aconteça. Que continue. Continuar a olhar você, a falar com você e saber que, essa dança que insisto dançar, pode me render passos ainda mais precisos.

"Primeiro de Agosto, esqueci o teu rosto... Foi como voltar a respirar" :)

CONVERSATION

2 comentários:

  1. Perfeito aninha!
    Parabéns.

    E de agostos assim que precisamos. embora ele seja um pouco chato.

    Que venham os próximos.

    ResponderExcluir
  2. Que maravilha, eu gostaria de um Agosto assim! :)
    A verdade é que toda a nossa vida deveria se resumir nesses momentos belos.

    Estou seguindo!

    ResponderExcluir

Back
to top