Por ser eu.

E eu me sinto bem quando estou perto de você. Do destino que me colocou perto de você, na verdade. Fico pensando se tivesse demorado um pouco mais para sair do trabalho, se tivesse pego o primeiro metrô que passou ou se apenas eu não estivesse todos os dias no mesmo lugar, eu ainda teria te conhecido. Foi da forma linda que sorriu pra mim e puxou conversa. Da maneira como reparou como eu estava e me trouxe pra perto de você simplesmente por querer minha companhia, ao invés daquela coisa carnal e tentadora que faria você me esquecer no dia seguinte. É de prestar atenção no que eu falo e completar as minhas frases. De deixar eu entender o que pensa, sem antes me criticar. É de poucas horas, de poucos dias e imaginar os próximos como se todos eles fossem apenas o primeiro. É de eu poder dizer: "eu tive sorte" e ver você sorrindo, passando a mão no meu cabelo. É do pouco caso que eu transformei em grande fato, simplesmente por andar segurando minha mão e atento a tudo o que eu dizia. É de me fazer sentir frio na barriga como se eu tivesse meus 14 anos de volta. Olhar pra mim e me chamar de "linda" pela coincidência dos gostos e do caminho cruzado. É por tudo e por nada. É por simplesmente eu ter descansado a minha mente e saber que ainda existe alguém que eu possa ser quem eu sou. Que existe alguém que eu não preciso mudar, não preciso escutar álbuns e álbuns de músicas que eu nem sabia que existiam e de muito menos saber falar nome de filmes e escritores famosos. Por ter esse jeito lindo de sorrir com os olhos e olhar com a boca. É por me deixar ser eu e saber quem é você. É por me fazer querer a sua companhia com aquele pensamento de querer mais do que você pode me oferecer. Por querer dar meus ombros (des)cobertos de prazer. É por ser você.

CONVERSATION

1 comentários:

Back
to top