Cansaço

É incrivel acordar um dia e ver que tudo na sua vida começa a dar certo. Eu queria entender se foi apenas o fato de minha conta ter saído do vermelho ou se foi o destino que me colocou presente em algumas situações que eu prezava viver. Ainda não estou entendendo muito bem tamanha hipocrisia nas pessoas, aquele lance de se vitimar diante de alguns momentos para que eu possa entendê-la e perder horas do meu sono tentando arranjar um jeito de ajudá-la sendo que, no final das contas, tudo o que eu fiz e falei não adiantou de nada. Na verdade, o que eu estou querendo dizer é que eu não consigo acreditar que perco tanto tempo da minha vida querendo ajudar alguém que não quer ser ajudado. Ou que, simplesmente, volta atrás com suas palavras. Não, eu NÃO estou falando de "falta de caráter" mas sim de "falta de atitude". De viver uma vida forjada de frustrações e angústias criadas sobre sua própria felicidade amarga. O que eu quero dizer, nisto tudo, é que eu estou cansada. CANSADA de tanta ladainha, de sofrer tanto, de tantas indas e vindas e NUNCA ser correspondida. Eu estou realmente PREDESTINADA a viver uma vida só pra mim, aceitando minhas próprias limitações, convivendo com minha própria mente (viril e sã, diga-se de passagem) e aprendendo a cada dia que NINGUÉM sofre mais do que eu, assim como EU não sofro mais do que ninguém. Eu estou cansada de SEMPRE me jogar de cabeça e sempre ficar a esmo sem entender o que fiz de errado ou o que faltou fazer para dar certo. É incrível como eu achei que as pessoas pudessem mudar de um dia pro outro. BA-LE-LA. Isso mesmo. Ninguém muda de um dia pro outro. Ninguém muda, ninguém. Ou ninguém muda ninguém? Tanto faz. Eu preciso perder essa inocência, essa coisa de acreditar em "você é tudo pra mim" como forma de comprovação do carinho da pessoa por mim. Eu estou totalmente confusa. Mas não quero que entendam. Eu quero me entender. Eu quero gostar de mim. Eu quero parar o mundo e viver um sábado inteiro escutando Ian Curtis sem ter vontade de me matar. Eu quero um amor de domingo cedinho, aquele domingo preguiçoso que custa passar. Aquele domingo que me enche de tédio e que me beija com amor. Eu quero fazer tudo isso, mas definitivamente, não consigo. Eu quero deixar de ser eu, eu quero deixar de fazer tudo o que eu não faço. Eu estou cansada de tentar, tentar e tentar e ficar por isso mesmo. Eu só espero que dessa vez, eu faça a coisa certa. Que façamos o certo. Que eu esteja arriscando minha razão pra me dar bem com minha emoção. Porque, na verdade, eu não estou cansada: eu simplesmente cansei.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top