Talvez, na verdade.

Eu tento entender essa fase louca que passa na minha vida. Essa coisa, de quando tudo está dando certo, vem um furacão de coisas erradas e me põe pra debaixo do chinelo. Ou essa coisa de que quando tudo tende a piorar, surge algo ou alguém para não deixar que meu mundo desmorone. Agora, por exemplo, vivo num misto dessas duas situações. Tudo está dando certo como tudo está dando errado. Nada do que eu tenho feito está compensando moralmente para minha mente, mas o que estão fazendo por mim, talvez, respondam pelo meu inesgotável prazer. Eu tento entender também esse maremoto de sentimentos que mudam totalmente de sentido quando simplesmente penso que as coisas irão fluir. Talvez nada disso aconteceria se eu não estivesse preocupada demais com os problemas da minha casa ou com a conta vermelha que não consigo solucionar. Talvez eu só tenha cansado de procurar demais algo que eu realmente não deveria procurar. Talvez eu tenha desistido dessa coisa louca que chamam de "liberdade". Talvez eu ainda sinto falta de alguém me cobrando carinho. Eu só queria, talvez, mudar tudo isso. Essa coisa louca que eu disse agora pouco, de tudo certo e nada resolvido. Ou será que eu disse que nada está errado e que tudo está resolvido? Eu não sei de mais nada. Eu só sei que quero chegar em casa, ligar pra alguém e dizer que sinto falta do seu toque. Eu quero manhãs de silêncio e tardes acompanhadas. Eu quero mãos dadas, beijo nos olhos e risos tímidos. Na verdade e nada mais que isso, eu só quero olhar nos olhos de alguém e dizer que o amo e realmente ama-lo.

CONVERSATION

1 comentários:

  1. NOSSA ,NEM TE CONHEÇO MAIS É TUDO O Q SINTO É ISSO AI NA RESOLVIDO NADA ACERTADO E TUDO PARECENDO Q VAI DAR CERTO E NO FINAL,NADA ACONTECE....SHEILA

    ResponderExcluir

Back
to top