Abri os olhos

Quando você resolveu me deixar, parecia que o mundo inteiro tinha desabado na minha frente. Nada me fazia sentido e eu não queria - e não conseguia - entender a causa de tanta mudança. Das palavras desperdiçadas em uma fração de segundos, me fazendo crer que eu vivi em uma grande e tediosa mentira. Não vou esconder de ninguém que tudo foi intenso e verdadeiro para mim. Vivi coisas e senti sensações que jamais imaginaria sentir de novo. Aprendi muita coisa nova, conheci conceitos e cresci. Mas o fim, de certa forma, me fez abrir os olhos. Afastou as coisas ruins da minha vida e a dor que você me fazia sentir. Eu vivia uma vida para você, esquecendo de tudo que ainda tenho pela frente. Eu mudei e mudei muito pra te agradar. Eu fiz planos com alguém que não queria nada comigo. Eu tive sonhos com alguém que não sabia sonhar a dois. Eu tracei metas pra uma vida conjunta que eu, simplesmente, vivia sozinha. Apesar das coisas que fazia por mim, você me menosprezava. Sempre fez questão de me tratar mal na frente das pessoas. De me humilhar. De me tratar como se eu fosse um saco de merda. E eu sempre me mantive presa ao que sentia, me esquecendo do que me fazia bem. Eu fiz tanta coisa pra te agradar, meu bem, que você só souber fechar os olhos e não ver. Eu não esqueci de nada do que me disse. De todas as vezes que gritou comigo na frente dos seus amigos. De ter feito eu entrar na academia porque eu não era magra como tua ex namorada. De ter feito eu torrar dinheiro comprando coisas que não me importava, como roupas e sapatos. De tanta coisa. Eu tenho pena da pessoa que eu fui com você. Da pessoa que sempre correu atrás de você, que aguentava suas crises e suportava seu desdenho. Eu suportei porque eu te amava. Você me diminuía pra se sobressair. Você não reconhecia seus erros e vivia apontando os meus. Eu não sou uma santa e estou muito longe de ser. Mas eu sei, com toda a certeza, de que eu fui uma boa pessoa pra você. Eu sei que você nunca irá encontrar alguém como eu, que te aguentava, que cuidava e te valorizava como ninguém. Alguém como eu, que sempre tinha uma palavra pra levantar a sua moral e seu potencial. Hoje eu sei que eu não merecia isso. Hoje eu sei que eu sou grande, apesar de todas as merdas que você dizia sobre mim. Minha capacidade mental e intelectual nunca chegarão aos seus pés. Você preferiu valorizar as pessoas erradas, esquecendo de quem mais fez por você e quem não pedia nada em troca. Eu só queria ter sido amada na mesma maneira que te amei. Eu só queria não ter sofrido tanto, mas tanto por alguém que não estava dando a minima pra mim.


Eu só queria não ter vendido meus olhos à dor que você tinha tanto orgulho em me causar.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top