De fato, desde aquele mês que me custou a passar, eu nunca desejei que você fosse embora. Apesar de todas as coisas que aconteceram em minha vida, você sempre esteve presente nela: ora nas minhas lembranças mais felizes, ora nas minhas buscas por seres iguais a você. desde que você voltou, meus dias são preenchidos com suas manias, gostos musicais e hambúrgueres. Mas, além disso, meus dias realmente mudaram. Pude ser a menina que chora pelos filmes bestas ou porque bateu o dedinho do pé em algum móvel. Pude ser a menina que usa coque todo bagunçado e chinelos coloridos. Pude ser a pessoa que da risadas escandalosas até fazer som de porquinho com a garganta. Pude ser a mulher mais feliz pelo simples fato de ganhar um buque de gerberas num dia qualquer. Pude, ainda, ser a menina que ganha balas de goma e chocolates do moço que a beijou pela primeira vez. Desde que você voltou, pude ser tudo que sempre fui, sem precisar esconder meus jeitos ou gostos. Desde que você voltou,

Meu maior reencontro foi,
Além dos seus olhos e das suas bochechas avermelhadas,
Com aquilo que sou.

Aquilo que só consigo ser quando estou com você: eu mesma.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top