toque dele

Têm dias que realmente custam o viver, onde olho para os lados e tudo o que eu mais queria era encontrar o corpo dele, quentinho e sereno, perto do meu. Quando os minutos da noite demoram a passar, todos os meus pensamentos se perdem em demasia e tenho medo do que o amanhã pode fazer para com o meu ser. Ou para as pessoas que tanto amo. É fato consumado que as coisas têm sido mais fáceis e menos dolorosas nos últimos meses. Tenho sentido o amor em cada pedacinho da minha existência. Vejo cores, chances e possibilidades na vida, que antes era uma tormenta. Ao mesmo tempo, tenho meus receios pelas besteiras que inundam ora minha mente, ora de meu amor. É uma angústia que ninguém tira do peito, mesmo que ele tente me curar todas as vezes que me pega pela nuca e segura minhas mãos. Mas, quando ele não está por perto, tudo parece desmoronar. A vida perde o sentido, a cama fica vazia (mesmo tendo o seu perfume) e meus olhos procuram os dele durante a noite. No fundo, por mais que a distância seja tão curta (comparada aos anos que ficamos longe), eu só quero que o dia de dormir todos os dias ao lado dele chegue logo.

(e essa tormenta de conseguir dormir seja curada
pelo seu toque
tão doce
como seu beijo)

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top