Ninguém me perguntou nada, eu sei. Mas és alguém.
"Pessoa mais incrível que já conheci. Escreve bem, tem a língua afiada porém ponderada. Tem seus medos e receios como qualquer outro. Como eu também. Agrada quem quer que seja com um simples "tudo bem com você?". Se importa e não mediria esforços pra te ouvir. Bom, pelo menos eu nunca vi ninguém reclamar da sua pessoa. Talvez porque eu não conheça todos esses "alguens". Ou, se reclamaram, não foi por motivos tao grandes assim. Enfim. Sempre capaz de acreditar outra vez. De ver além. De estar aqui, ali. De sumir mas nunca esquecer de você. De ser quem ele quer ser. Ou de inventar mil e uma maneiras de te fazer sentir incrível como ele. Ama, sofre e enxerga mais do que ele próprio imagina. Vê universos e fantasias em uma só palavra, mas nem sonha que alguém perceba isso. Tem o dom da palavra. Digo da fala também, mas talvez não me levaria a sério por mencionar isto. Porta um bom gosto refinado. Os belos cachos que cisma em cortar. Os olhos combinando com os óculos. Homem de honras. Jeito de menino maduro. Encantador. Doce. Preocupado. [...] Tão ele, de maneira única. Tão, tão [...] incrivelmente humano".

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top