(des)Coberto de prazer

As vezes os meus dias são completados com sonhos e manias de você. Vou me perdendo na direção contrária que suas mãos seguem quando passam em meus cabelos. Esqueço da traição das horas e sinto teu hálito no meu pescoço, despertando em poucos segundos, a fera adormecida dentro de mim. Invento mil e uma sensações para o teu prazer só pelo fato de teres o teu toque pra me aquecer. Passo adiante, enrolada no suor do teu peito prendendo a respiração, enquanto arranho tuas costas para liberá-la enfim. Sinto seu cheiro exalando sua satisfação, enquanto giro os meus olhos com a mais brusca timidez. Um frio desce pela espinha ao afastar minhas pernas com as suas, me fazendo crer num estado de loucura e de união absurda. Perco a concentração enquanto pronuncia as letras do meu nome lentamente, ao ficar disposta pra te virar pro outro lado e acalmar meu dia sobre teu colo. Os movimentos contrários aos teus me fazem dançar a sua música predileta, brindando sua formalidade; homem de honras e vontades. Enquanto aprecio teu sarcasmo, alimento meu desejo despindo-me de toda e qualquer dúvida. Paro rapidamente de pensar, enquanto analiso tua pele ao lado da minha, fazendo-me calar a boca com os lábios secos de cansaço. Acabo em cima do teu encanto, enquanto toca meus ombros (des)cobertos de prazer. Voltando lentamente a respiração de antes, quero tudo novo, de novo. Cai. O telefone começa a tocar. Por enquanto, e não mais que isso, volto a trabalhar.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top