É como se eu não precisasse me distrair com outra coisa, a não ser com essa imensidão que você me envolve e me faz esquecer de tanta coisa. Já me acostumei com esses teus olhos me olhando, com teus dedos contando minhas marcas de nascença e teu peito aberto recebendo o meu. É aquela sensação de que o mundo todo pode parar de rodar que eu fico ali, com você, sem mais nem por quê. É como se nada mais existisse, é como se eu precisasse só de você e do teu jeito envolvente. Eu não sei de mais nada, eu só sei que por mim, nada mais precisaria existir, a não ser você;

CONVERSATION

1 comentários:

Back
to top