E você sai de trás das nuvens
pra me fazer esquecer de quem sou
e me perder mais uma vez;

E, quando me perco, só me encontro
no seu corpo quentinho
e nos seus olhos,
​e nos seus risos frouxos,
e nos seus suaves suspiros,
pra me levar pra longe daqui;

E você surge, desavisado, nas horas
que custam a passar
e faz-me entregar nesse teu compasso bom.

E, quando acho que não tenho mais forças,
não entendo, mas consegue arrancar tudo
do meu ser:
as minhas chances
os meus ritmos.

E, toda vez que encontro teu ser,
não consigo controlar meus desejos;
minhas vontades
e toda essa loucura que você faz transbordar

para fora do meu corpo;
para dentro de você.


CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top