(um devaneio qualquer)

Mascando o fracasso
como quem leva uma topada;

Roubando segundos alheios
para aproveitar todos os sorrisos;

Buscando fugir para onde o vento
quiser, bem, me levar;

Queria desacreditar no adeus
e ir atrás de novos caminhos para percorrer;

Disfarçar as lágrimas com os
teus olhos que não consigo me esquecer;

Percorrer o lençol e ter um pedaço de vida,
pronto a me esperar.

CONVERSATION

1 comentários:

Back
to top