Sobre não conseguir apagar teu jeito das minhas lembranças

Eu queria conseguir percorrer as ruas sem lembrar do teu cheiro, mas todas as vezes que vago sem sentido é impossível não lembrar dos teus encantos. Recordo-me daquela noite, que eu não queria que tivesse acabado. Das sensações boas, do arrepio gostoso que subia pelo meu corpo e encantava todo o meu ser. Lembro-me das tuas mãos segurando as minhas sem razão alguma, apenas - e só apenas - pra andar ao meu lado. Ainda consigo sentir o gosto do teu hálito, e da maneira que prendia meus sentidos ao teu jeito de me beijar, percorrendo minhas bochechas com teu nariz. Isso, definitivamente, me fez estremecer. Fez-me desaparecer completamente. Eu nunca senti isso por mais ninguém. Essa coisa de fazer o coração acelerar apenas com o seu toque. De fazer minhas pernas tremerem apenas com o seu "bom dia". Eu queria saber fazer com que você voltasse. voltasse pra mais tantas outras noites. Outras caminhadas de mãos dadas. Outros risos frouxos e silêncios preenchidos com respiração. Eu queria conseguir esquecer teus olhos e a maneira com que eles fechavam a cada vez que te encarava. Mas eu, simplesmente, não consigo. Não consigo esquecer teu jeito bom; a sua pele na minha; o seu toque e sua forma de ser, que tanto me agrada. Eu ainda acordo, todos os dias,  e lembro de você dormindo ao meu lado naquele único momento. Das coisas mais lindas que já vi e conheci na vida, você estará sempre em primeiro lugar. Eu não consigo explicar. Até parece piada: apenas uma noite que perdura em tantos momentos do meu dia. Em tantas outras vezes que me deito em outras camas. Em tantos outros olhares que não são, nem de longe, parecidos com o seu.

Eu queria poder explicar, deixar passar e esquecer. Mas eu não consigo. Eu não consigo apagar aquela noite da memória. Eu não consigo apagar você das minhas lembranças.

eu
não
consigo.


CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top