Utopia

Talvez a vida seja essa eterna espera
Por coisas que eu não sei
Ou por coisas que eu queria receber.

Olho pro fim do corredor, e a escada que sobe me remete as pessoas que deixei irem embora,
ora por força do destino,
ora por desistência de quem sou.

Continuo a olhar o fim do corredor, e a escada que desce me traz a estranha sensação de esperar,
ora por algo que não sei,
ora por alguém que rezo um dia conhecer.

Talvez eu esteja fadada a vida que espero melhorar
Por amores que não chegam
Ou pela felicidade que (sempre) me escapa pelas mãos.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top