Clara(não)mente

Hoje eu só quero que as coisas fiquem claras. Nunca escondi nada de ninguém. Nunca menti pra ninguém. Só quero que fique claro que eu amo mesmo. Quem não ama, não é ? Que fique claro que eu choro todos os dias, desde os casos mais bobos como uma simples batida no dedinho do pé como ver alguém me dizer adeus. Que fique claro que eu sinto saudades e escondo de todos e até de mim. Mas calma, eu fico feliz também. Que fique claro que eu não tenho paciência, mas é porque eu já tive tanta que por algum deslize de segundo, eu cansei de ter. Que fique claro que meus amores e paixões duram dentro de mim, e por pior que tenha sido, eu não me importo... tudo foi essencial. O que quer que for, eu vivo de memórias. Hoje eu estou assim, verdades escondidas: doce como caminho, perdida com o tempo. Que fique claro que eu só quero aliviar meu pezar e dormir em paz. Terminar o dia bem. Só isso. Que fique claro que eu reviro sensações, fantasias e frustrações. Clara não mente. Desculpe, mas que fique claro que é só isso que eu tenho para hoje.

CONVERSATION

2 comentários:

  1. "Que fique claro que eu choro todos os dias, desde os casos mais bobos como uma simples batida no dedinho do pé como ver alguém me dizer adeus. Que fique claro que eu sinto saudades e escondo de todos e até de mim."
    nada mais... o texto começo e termino aí, mando bem de mais!
    do bruno again

    ResponderExcluir
  2. adoro ler o que vc escreve, vejo como cresceu e o futuro brilhante e cheio de mistérios que te espera. Rub

    ResponderExcluir

Back
to top