Alguma coisa

Eu sei do jeito como olha e me chama pra perto que eu não preciso me conter.
Tudo me agrada.
Eu não acredito em nada.
Nada além da forma que ri segurando os lábios ou como balança a cabeça e fala sem parar, sinalizando tudo (ou quase tudo) o que eu falo.
Alguma coisa me diz que eu deveria correr. Correr como se fosse a coisa mais impossível e fácil de segurar.
Eu não acredito em quase nada.
Nada além da forma que crê em todas as possibilidades ou como compara os discos e músicas prediletas, sem me fazer gostar deles.
Eu não quero acreditar em nada.
Nada além dos seus olhos me abrindo e fechando o tempo sem que eu possa controlar
o estado louco de alegria e contentamento.
Alguma coisa me diz que eu deveria parar por aqui.
Mas eu não consigo evitar: nem tudo me agrada, a não ser o fato de ser você;

CONVERSATION

1 comentários:

  1. Clarinha, clarinha.
    Como dizia caio (e foi vc quem me mostrou) "Cuidado com as ilusões, menina, profundas e enganosas como o mar". vc nunca foi assim, de correr atrás, que está acontecendo? Paixões duram pouco, pequena. Veja se é isso mesmo e se realmente vale a pena correr atrás, ok? ^^

    ResponderExcluir

Back
to top