Querida Lu,
Nossa, que saudade louca de você. De uns dias pra cá eu não consigo parar de pensar em você, de como essa sua demora está me matando. Quantos anos já? 8 se eu não me engano né? Ai Lu, volta logo! Eu comentei esses dias que se você estivesse aqui, eu não sairia do seu lado nunca. Passaria todos os dias na sua casa, como de costume. Tenho certeza de que meu tédio não existiria e você me entenderia como mais ninguém. Na verdade, acho que a gente ia passar mais tempo cozinhando coisas gostosas do que qualquer outra coisa. Eu iria virar um bolinha, mas compensaria. To sentindo o gosto da sua torta de frango (olha, juro que tentei fazer mas não dá certo. Você deve ter um ingrediente especial, só isso explica!). Acho que meu desemprego nunca seria tão bem aproveitado. Se eu passasse mais tempo em sua casa, logo não gastaria. Olha só que maravilha! Eu voltaria a desenhar, você voltaria a fazer comidinhas maravilhosas e ninguém iria pegar no meu pé. Ai Lu, que saudades! Eu não aguento mais! Volta logo. Você é a única pessoa nesse mundo inteiro que eu viveria pra ser alguém melhor. Na verdade, eu faço isso sempre pensando em você; Mas seria tão mais fácil se você estivesse aqui pra aplaudir cada conquista e pra me reerguer a cada tropeço. Eu não consigo te esquecer. Espero que esteja bem e que em breve eu possa te ver de novo. Ah, você poderia surgir só pra me falar o segredinho da torta né? Já daria pra matar um terço da saudade.
amo você pra sempre.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top