Desafino

Além daquilo que me espera.
Além do que a própria vontade de ser real.
Que seja permanente o desejo de ser, superfulo ao brilho do espelho, demasiando aquilo que nasceu de mim na cadência dos momentos de 'agir e pensar' não condizentes com o caminho previsto.
Além dos sorrisos para os nãos da vida.
Além do tempo que guarda as medidas de um amanhã longo.
Que haja ventos ocasionais para desabrochar a primavera de uma vida repleta de remotas expectativas.
Com gosto de chuva escorre por mim, lavando meus sonhos, despejando o local inospito de uma tarde de trilhos azuis.
Delicadamente mudando de foco. E todo o resto, bom, todo o resto continua num labirinto de embriaguez ou em um feitiço à queima roupa.
Tudo é tão só, caindo no esquecimento com tanta facilidade longe dos olhos, longe do coração que dói. As pessoas me doem. Tudo é menos. Sem vergonha.
Sem pressa.
Porque Mudar leva tempo. Tempo? Sim, leva muito tempo.
Desafinando os passos de onde deveria ser guiada. ¹
Além daquilo que me resta. Mais além de onde eu posso chegar.
Além da beleza do real, daquilo que se vê.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top