Deitada aqui, hoje, ao seu lado na cama enquanto você dorme, pouso meus olhos sobre tuas bochechas e me recordo daquele 14 de fevereiro que mudou a minha vida; aquele que, há exatos nove anos, pude conhecer o motivo pelo qual me faz acordar todos os dias pela manhã; aquele que me faz ser a mulher mais completa e realizada somente quando nota meus trejeitos e realiza meus sonhos, mesmo sem perceber; aquele que tira meu fôlego somente olhando nos meus olhos e me fazendo crer nesse estado de céu e loucura que me leva em pequenas frações de segundos; aquele que me faz sorrir com piadas bobas e com sugestões musicais, inspiradas em seu gosto mas que sempre tem um pouquinho do meu; aquele que nota o melhor de mim quando eu insisto em destruir ou desacreditar em quem eu sou; aquele que não me julga, não grita comigo sequer me fere com palavras ou ações; aquele que me surpreende todos os dias, ora com seu jeito de ser para com o mundo, ora para comigo; aquele que sempre lembra de mim, seja com um sonho bom, seja com uma simples imagem de céu; aquele que levou um pedaço de mim naquele dia e me trouxe de volta a vida; aquele que é boa parte de mim, para onde meu coração sempre procura consolo, conforto e reciprocidade: e sempre encontra, em vasta concretude de amor, companheirismo e paixão; aquele que minha alma sabe que será pra sempre ele;

Há nove anos sendo o grande amor da minha vida; minha eterna chance de ter alegria; meu maior sonho realizado. Meu descanso, porto seguro e, claro, meu inho.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top