Vou deslizando, assim, lentamente
nas lembranças felizes que tenho.
Queria poder ver seus olhos mudando de cor todas as vezes
que o medo assombra meu peito e tira meu sono,
porque eu sei que são eles que melhor me entenderiam - e entendem. 

Nessas horas onde a angústia bate forte no meu coração,
queria poder encostar minha cabeça sobre o seu peito
pra chorar o quanto fosse preciso pra lavar a minh'alma, 
pois eu sei que não há julgamentos 
ou cobranças 
sobre quem eu deveria ser ou fazer. 

Quando tudo parece desabar aqui dentro, 
eu lembro dessas coisas que deslizam na minha mente, 
como seu corpo quentinho
ou seu carinho e atenção por uma vida
que é, e sempre foi, tão sua. 

​Agora, eu só queria poder voltar pra casa 
pra viver a cena de você deitado na minha cama
sem esperar pareceres, palavras ou qualquer coisa do tipo; 
de estar deitado onde meus olhos ​mais gostam de você:

perto de mim.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top