Sobre um carnaval que passou

Nada é tão bonito
Como acordar e ver
Que seu braço ainda está
Entorno da minha cintura
E que seu beijo
Me despertará nessas manhãs
Onde a preguiça sempre fala
Mais alto
Ou quando somente
E apenas
Queremos o corpo
O cheiro
O toque
O carinho
Um do outro.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top