Será que estamos prontos para o “para sempre”?



Em algum momento da sua vida, tenho certeza de que já disse que viveria para sempre. Que aquela sua amiga é para sempre. Que o seu vestido favorito vai durar para sempre. Todo mundo quer um amor que dure para sempre. Daqueles amores que só irão morrem juntos e de mãos dadas, depois de longos 50 anos de casado.

Mas será que estamos prontos para amar alguém para sempre? O que será que sustenta uma relação de tanto tempo assim? Eu ainda tenho a péssima sensação de que a gente acaba as histórias antes delas terem a chance de realmente começarem.

As brigas ficaram surreais. “Por que você não posta uma foto comigo?”, “Por que não curtiu o que escrevi para você?” ou “Quem é essa pessoa que você está adicionando?”. No que diabos a gente transformou o amor? Por que não respeitamos quem gosta da gente? Quem foi o infeliz que inventou que responder rápido uma mensagem quer dizer que você está se rastejando? Ou se demora pra responder é porque você não está mais interessado na pessoa?

Eu não sei dizer o que se perdeu no caminho.

Eu conheço algumas histórias de amores que sobreviveram as décadas sem grandes problemas. Porque na minha cabeça, o para sempre é uma entrega diária. É uma batalha que a gente se esforça para nunca ser o vencedor sozinho.

E a gente complica. Tem tanta coisa errada. É como o meu caso: me transformei em tijolo por achar que nunca mais viveria um amor daqueles de queimar todos os seus órgãos por dentro. Eu sei que há histórias que duram pra sempre em seu respectivo tempo. Já conheci pessoas que eu me apaixonei loucamente e durou o tempo necessário no meu coração.

Mas a questão é que ficamos egoístas. Não cuidamos de quem queremos. Não temos forças para enfrentar as dificuldades. Na terceira briga, já desistimos. A gente tem preguiça de aguentar as pessoas. Estamos nos entediando rápido demais. Perceba os monstros que nos tornamos e o quanto quem antigamente era fundamental, hoje não passa de um tanto faz. Planejamos o próximo fim de semana, não a viagem do ano que vem, que até lá pode sofrer dificuldades.

A gente quer uma coisa, mas fazemos outra. Queremos um amor para sempre, mas estamos jogando fora todos os candidatos. Exigimos muito como se fôssemos tudo isso também.

Será que a gente consegue manter alguém por perto durante um para sempre verdadeiro?

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top