Não tem motivo ficar calada
se tudo não passa de uma grande verdade.
Não tem sentido fingir
se tudo o que quero é um olhar.
Não tem importância se ninguém acreditar
se tudo o que sei é que tudo sinto.
Eu quero correr, me esconder. Quero me entregar, deixar levar. Aproveitar toda uma vida que começa sem direção, sem sentido. E no fim, dizer que valeu a pena ter estado naquele local, conhecido aquela pessoa que me levou até o desconhecido gosto que agora passa ser o maior desejo dessas minhas mãos. Eu quero aproveitar, viver todos os segundos. Chorar, sofrer, tanto faz. Eu quero você, me ensina a te ter ?
Ao menos essa noite, eu quero.
Ao menos nesse instante, eu desejo.
Ao menos esse olhar, eu lembro.
Tão distante....

CONVERSATION

1 comentários:

Back
to top