Eu sei do jeito como olha
e me chama pra perto que eu não preciso me conter.
Tudo me agrada.
Eu não acredito em nada
Nada além da forma que ri segurando os lábios
ou como balança a cabeça e fala sem parar
Alguma coisa me diz
que eu deveria correr
Correr como se fosse algo mais impossível
e fácil de segurar.
Eu não acredito em quase nada.
Nada além da forma que crê em todas as possibilidades
Eu não quero acreditar em nada.
Nada além dos seus olhos me abrindo e fechando o tempo
sem que eu possa controlar
o estado louco
de alegria
e
contentamento.
Eu não sei acreditar em nada
e agora só busco um espaço aberto
pra me esconder das minhas falhas
e perceber que todas elas aconteceram
por eu acreditar
em tudo.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top