Embora, eu vou!

Meus olhos perseguiam seus passos. Era a úlltima vez que o veria. Era bom. Era bom? Tinha que ser.
O que eu realmente queria? Não vou mentir, era seu corpo junto o meu, num abraço onde esqueceríamos de tudo por algum tempo e o mundo pararia para nós. Sonhadora? É, pode ser.
Bastou ver um resquício seu, que meu coração acelerou. Não estava feliz.
Dias atrás tinha recebido uma mensagem sua que dizia o que pensava. No fundo eu sabia que era aquilo, mas a esperança para que não fosse uma 'remota possibilidade' era muito maior. Por um momento fiquei sem reação, meu corpo bambeava, e não sabia bem o que sentir. Eu sei que havia dito o que queria, e a resposta foi até bem educada, mas ... foi foda, confesso.
Eu pedia demais? Eu queria demais?
Eu nunca soube o porque de tudo isso, mas também nunca achei que devesse ter um, pensava nisso só porque todos me perguntavam.
O que eu queria naquele fim de noite de fim de mês? Apenas me despedir. Mas todos meus olhares foram em vão. Fingia não me ver.
Fui embora, para dormir, era o melhor que eu podia fazer.
Deitei minha cabeça no travesseiro, virei para um lado, para o outro e nada.
Resolvi escrever.
Escrevi sobre aquele que me fez sonhar, que me deixou num 'querer perdido em expectativas', e 'totalmente' louca dentre minhas dúvidas.
Era a última vez que escrevia sobre aquele encanto.
Ali eu me despadia.
Ali eu conseguia.
Confesso que não bastou, mas não podia fazer mais nada.
Ainda estou apredendo que na vida, é o tempo quem resolve tudo.
'Amanhã' tudo mudará.
Tudo novo virá.
Novos encantamentos.
Novos 'devaneios'.
Novos olhares.
Novas músicas.
Novas risadas.
Por enquanto "eu vou levando, eu vou vivendo, eu vou sorrindo, eu vou chorando"
E agora? Será que ainda vale a pena?
Acho que não, porque já me resolvi.
VOU EMBORA.

('eu só queria saber por onde caminhar, e não ficar esperando alguém vir me buscar')

Por Sté Liazi

CONVERSATION

1 comentários:

  1. Esquecer, escrever e ter novas coisas para se apoiar não quer dizer, na maioria das vezes, que você vai conseguir ir embora.
    Ah, fora que fugir também não é a solução, muito menos o certo.

    Mas sei lá,
    mandou benzasso amiga .
    Amei

    ResponderExcluir

Back
to top